sábado, 9 de abril de 2016

Feliz Aniversário, meu Miguel....




 
Dizem que quando nasce um bebê, nasce também uma mãe. No meu caso, não nasceu somente uma mãe, nasceu uma mulher, nasceu uma profissional, nasceu uma esposa, nasceu quem eu sou de verdade. Hoje, você faz 2 aninhos, meu filho e eu preciso te agradecer. Você me tornou alguém de quem tenho orgulho de ser, você me ensinou o que é ser feliz, você me mostrou o quanto viver é um grande presente de Deus! Que eu saiba te retribuir te amando, te educando e te ajudando a crescer em sabedoria e graça de Deus! Feliz Aniversário, meu Miguel, meu anjinho!!! Pra você toda a felicidade do mundo!!! 

segunda-feira, 14 de março de 2016

Me desculpa...

  Acho que os anos fazem mesmo a gente refletir... Os últimos dias me fizeram pensar sobre arrependimentos.
  Algumas vezes ouvi pessoas dizendo que nunca se arrependeram ou se arrependem de nada. Não sei se admiro ou se tenho compaixão por quem pensa assim. Sinto que mais cedo ou mais tarde, verão que estão totalmente enganadas...ou não.
  Não sou mais de ficar olhando para o passado, não mesmo. O passado já não me interessa mais faz tempo. Mas algumas poucas vezes, você olha para alguém e vê o reflexo de algo que você fez ou foi um dia. Isso não me machuca mais. Porém me faz refletir. Dessa vez em especial.
  É certo que tudo que eu fui um dia me trouxe ao que sou hoje. E hoje me sinto feliz, realizada, talvez até equilibrada em minha própria vida. Mas, a verdade é que não me orgulho dos erros que me fizeram aprender a acertar.
  Como a imaturidade pode ser feia. Não sei se escolho bem as palavras. Mas, o que faz da imaturidade bela, inocente pode também fazer dela um borrão no meio do nosso caminho.
  Fico pensando em como a insegurança de uma jovem boba abriu-me portas de atitudes impensadas e até ridículas, muitas vezes. Posso até zombar de mim mesma...
  Mas, desta vez, o reflexo dessa imaturidade da qual não me orgulho, me fez pensar na figura do outro. Sei que magoei de verdade pessoas, chateei outras e pus outras em situações difíceis ou constrangedoras.  Na busca de uma identidade que eu sequer conhecia, mostrei o pior de mim várias vezes.
  Não posso passar um borracha em tudo. Na vida, tudo é uma escolha, e, mesmo que você não saiba que o que estava escolhendo, sempre existe consequências.
  Reflito hoje não porque isso me agride, mas reflito pra tentar me desculpar. Sei que muitas pessoas, nas quais penso neste momento, sequer estarão lendo isso. Mas, no meu coração peço desculpas, sinceras desculpas. O que posso dizer é que nunca tive intenção de causar mal nenhum a ninguém, nem a mim mesma, mas sei que causei.
  Se alguém de vocês pode ler isso agora, me perdoe. Me perdoe pela minha tola imaturidade, me perdoe por um dia ter me perdido dentro do meu próprio ser e com isso ter afetado a você.
  E, por favor, não me julgue pelo que fui ontem. Já fui uma grande idiota...mas hoje sei que nunca quis ser.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Ele nasceu pra voar...

  O tempo passa corrido demais... Meu pequeno Miguel está crescendo. Em cada passo, em cada palavra nova, nas surpresas de cada atitude, menos ele necessita do meu colo, mais ele necessita do céu. Tão pequenino ainda e já começa a voar.
  Hoje, ele se solta dos meus braços e já escreve suas primeiras "pegadas" sozinho. O meu coração de mãe já começa a ficar apertadinho. Eu já não serei a única voz que o acalma quando ele se assusta, não estarei presente sempre que ele precisar de mim, não serei o braço que ele acaricia enquanto tira sua soneca a tarde. Hoje, nós dois iniciamos um novo aprendizado. Nós dois iremos aprender a ser um pouco independentes e começar a escrever uma história longe um do outro.
  E  mesmo que eu me derreta em lágrimas enquanto escrevo, vejo como isso é lindo. Ele nasceu pra descobrir o mundo, não posso construir muros em volta dele, devo ser a ponte que o leva pra onde ele precisar ir. 
  Ele é tudo que eu mais amo nessa vida mas meus braços não poderão ampará-lo para sempre. Preciso que ele aprenda a cair e a levantar. Preciso ensinar ao meu coração a dar asas a ele. Essa é uma longa caminhada que já se inicia hoje.
  Hoje, ele entra pela porta da escolinha e eu começo a aprender a abrir as portas do mundo para ele.

domingo, 6 de dezembro de 2015

Está chegando o Natal...







 Está chegando o Natal... E, nesse Natal, pedi que Deus me desse o dom da sabedoria. Ele me deu a gratidão. Gratidão por uma vida cheia de percalços mas uma vida bem vivida. Gratidão por uma família cheia de imperfeições, mas uma família que sempre me deu o maior de todos os presentes, o amor. Gratidão por ter me feito mãe e tornado meus dias sempre preenchidos com uma alegria que jamais conheci. Gratidão por ter escolhido uma profissão onde meus limites são testado todos os dias, limites da minha coragem, resignação e tolerância, mas onde eu tenho a chance de me doar a pessoas tão carentes de tudo, até de dignidade, e que me ensinam todos os dias a crescer como mulher, como mãe, como ser humano.
  Hoje, Deus me fez chorar ao olhar pra dentro de mim e perceber quanta gratidão eu o devo. Hoje, me envergonhei das minhas fraquezas e dos momentos em que não pude enxergar Suas mãos me guiando, iluminando a minha vida, me capacitando.
  Neste Natal, minha vida foi engrandecida pela gratidão. Gratidão de alguém que sabe que ainda vai precisar batalhar muito, que ainda vai passar por muitas provações na vida, mas que sabe que sempre estará amparada e acolhida por um Pai que nunca lhe faltou. Hoje, meu coração sente um amor tão forte dentro do peito que eu gostaria de poder espalhar a todos que estão em minha volta.
  Um amigo me ensinou uma frase que diz: "Quem está nas mãos do Pai sempre cai nas mãos do Pai". E nessa preparação do Natal é isso que eu digo para todos aqueles que acreditam nesse Deus tão fantástico, tão amoroso e misericordioso: Se deixem cair nas mãos do Pai. Deixem que Ele nasça de novo em seus corações e em suas famílias. Que Ele mostre a cada um de vocês esse amor que hoje escorre pelos meus olhos. E que Deus os abençoe a todos com a sabedoria da gratidão.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Pensamentos sãos, alma sã




Depois de algum tempo sumida, volto a escrever nesse blog.  E, hoje, venho escrever sobre coisas que venho aprendendo.
Venho aprendendo que as alegrias da vida vêm das pequenas coisas, venho aprendendo que momentos têm que ser valorizados com mais cuidado, que são poucas as pessoas que realmente fazem diferença em nossa vida, que não há maior estupidez que a acomodação, que temos duas opções na vida pra que seja realmente prazeroso viver: aceitar ou mudar.
Hoje, peço a Deus que eu tenha discernimento pra enxergar seus ensinamentos com menos petulância e mais humildade. Rezo a Deus que eu saiba aprender no meu dia a dia com tudo que Ele permite acontecer em minha vida. Eu realmente me entrego em suas mãos, todos os dias, por amor pra que eu não precise da dor pra ouvir a Sua voz.
Em minha pouca idade, sei que o caminho ainda é longo a percorrer, mas eu já carrego em mim uma lição: viver é tão fácil, nós dificultamos tanto. Deus é tão generoso conosco todos os dias mas nós insistimos em desejar apenas o que não temos. A grama do vizinho sempre tem que ser mais verde que a nossa.  Vivemos numa insatisfação diária e deixamos de apreciar coisas tão simples do dia a dia, deixamos passar momentos que podem fazer sentir em nós uma paz tão profunda que muitos jamais vão conhecer.
Hoje, abri meus olhos de madrugada e vi meu marido segurando meu bebê em seus braços.  Naquele momento, aquilo me fez sentir a mulher mais privilegiada de todas,  meus olhos se encheram de lágrimas e eu adormeci com uma grande paz dentro de mim.
Falando assim, parece que a minha vida não tem mais problemas. Meu Deus, que ironia,  tenho problemas e mais problemas, todos os dias. Vivemos driblando as mazelas do dia a dia. Mas, isso não é um privilégio meu. Todos nós temos problemas.  Eu só decidi não dar tanta importância a eles como já dei. Decidi deixar de agir com tamanha estupidez e fazer todo dia a mesma coisa, esperando um resultado diferente. Decidi que problemas são pra ser resolvidos ou aceitos quando não tem solução. Eu só decidi que não sou feita de problemas e que não quero falar deles.
Tenho meditado muito e sinto uma mensagem diária do meu coração. Palavras e pensamentos positivos fazem de nossa mente e coração positivos. Palavras e sentimentos negativos só podem gerar em nós coisas ruins. E não é óbvio isso? Mas, na prática, é difícil... Então tem que haver treinamento.  E, com o tempo, se torna um hábito.
Quando olhamos pra pessoas doces, singelas, mansas de coração, somos tentados a duvidar da verdade daquela atitude. Mas, não façamos isso. Isso existe. É só praticar. Vamos meditar, sempre com sentimentos bons, palavras boas, pensamentos  positivos.  E, acreditem, vai fazer muita diferença... Com o tempo, você percebe que suas atitudes mudam espontaneamente.
Vamos aprender a valorizar aquele minuto de silêncio num dia agitado, um sorriso que um desconhecido nos dá, um dia ensolarado, aquele cochilinho depois do almoço, um pedido de desculpas do seu marido, aquele banho demorado e tão raro, aquela sobremesa dos deuses... Vale qualquer coisa, isso não é clichê. É deixar de empurrar a vida com a barriga e passar a perceber que a vida tem um significado muito importante, que a paz na alma não é supervalorizada, que só teremos uma vida saudável tendo uma mente saudável.

Essa é uma das lições que venho aprendendo e praticando no meu dia a dia. Então, aqui está a explicação pra você que duvida da minha paz, pra você que não entende meu  comportamento diferente, pra você que gostaria de saber de onde vêm minha alegria. A boca fala do que sente o coração e o coração absorve daquilo que alimentamos a nossa mente. 

quarta-feira, 9 de abril de 2014

09/04/2014 - Dia do Amor



Foram 3 anos e 7 meses de espera, foram 43 portas fechadas, até que Deus nos abriu o céu. E, exatamente no dia do meu último aniversário, eu ganhei o maior de todos os presentes: a gratidão. Acreditem, a misericórdia e o amor de Deus não têm nenhum limite. 
Hoje, o que era impossível se tornou real. Hoje, eu conheci o grande amor da minha vida. Hoje, meu coração está pleno de alegria, meus olhos encharcados de lágrimas, meu peito respira agradecido.
Hoje, eu prosto meus joelhos ao chão e só rendo graças ao meu Deus, Deus dos grandes prodígios, Deus generoso que me trouxe de novo à vida.
Hoje, eu amo ainda mais o meu marido, meu amigo, meu parceiro, meu cúmplice, metade da minha alma, aquele que sonhou comigo, que lutou comigo e me deu a maior de todas as dádivas, ser mãe de um filho dele.
Hoje, é o dia mais feliz da minha vida!!! O Miguel está em meus braços. E, hoje, o mundo está mais iluminado... Podem olhar, o céu está sorrindo!!!

domingo, 23 de março de 2014

Ode ao Meu Miguel






Com perseverança, te esperei
Com minha alma, te sonhei
No meu coração, te gerei
Com todo o meu ser, te amei.
Na minha fé, te senti
De joelhos prostrados, te pedi
Das mãos de Deus, te recebi
E no meu ventre, enfim, te concebi.
Hoje, eu vivo a sorrir
Ao céus sempre a aplaudir
Miguel, você veio pra me colorir
E o amor me ensinou a descobrir.

Da sua mãe, Mônica.